A mostra “Curta em Francês”, organizada pela Aliança Francesa Brasil em parceria com o SESC São Paulo e com o apoio da Embaixada da França no Brasil, oferece ao público de casa a série “Le temps des cerises”, com 12 curtas-metragens em francês, legendados em português e disponíveis na plataforma Sesc Digital, de 16 de junho à 16 de julho.

O título da série, “Le temps des cerises” (em português, “O tempo das cerejas”), é uma referência à canção composta por Jean Baptiste Clément e Antoine Renard em 1866 e que se tornou uma canção revolucionária ligada à Comuna de Paris, revolta francesa que completa 150 anos em 2021. A programação é uma celebração das revoluções históricas francesas – como a Comuna, la Fête des Tuiles e a Revolução Francesa, celebrada no dia 14 de julho – além das revoltas e insurreições que observamos mais recentemente, como as manifestações de Maio de 68 e o movimento dos “Gilets Jaunes”, visto nos últimos anos.

Três curtas-metragens recebem destaques: o documentário L’Histoire de la Révolution (França, 2019), de Maxime Martinot, que em 2020 participou do Festival de Curtas-Metragens de Pantin (France) na seção Panorama. Um ensaio que explora a polissemia e a reversibilidade da palavra “revolução”, assim como as imagens dela decorrentes, movendo-se no mapa das lutas – seu luto, suas glórias, seus traços, entrelaçados na atualidade.

O curta-metragem “Rasta” (2019 | 29’ | Ficção), de Samir Benchikh, por sua capacidade de imaginar a espiral de violência da guerra enquanto cria uma atmosfera de mistério e suspense. O filme possui cenas surpreendentes e foi apresentado no “Regards d’Afrique” do 42º Festival Internacional de Curtas de Clermont-Ferrand.

E para os amantes da animação, a indicação é o curta-metragem “La Révolution des Crabes”, Arthur de Pins (2004 | 5’ | Ficção). Premiado no Festival Internacional de Curtas de Clermont-Ferrand, no Festival Internacional de Ottawa e no Brooklyn International Film Festival, o curta apresenta a história dos caranguejos do estuário da Gironda.

Histoire de la révolution, de Arthur de Pins Buisson

A mostra vai de 16 de junho a 16 de julho, é online, gratuita e com legendas em português, e estará acessível na plataforma Sesc Digital.