Um Olhar
Um Olhar
Daniela Foresti

Um Olhar Um Olhar

Daniela Foresti é formada em Biologia, mas não chegou a exercer a profissão. Assim que saiu da universidade, passou alguns anos em Londres. Lá se apaixonou pela joalheria e fez um curso básico sobre a arte. Ao voltar para o Brasil, fez aulas no atelier do Márcio Mattar e da Silvia Lima, no Rio, e encontrou o caminho que queria seguir: a joalheria artesanal. Há 26 anos possui um ateliê, chamado de oficina de fogo. A oficina a acompanhou pelas cidades onde morou e agora, está na terra natal de Daniela, Varginha em Minas Gerais, para onde voltou há 11 anos.

As joias autorais de Daniela Foresti (DF) são verdadeiras contadoras de histórias. Cada peça possui singularidade, expressa sentidos peculiares e narra um episódio de uma série temática.

Desde que se tornou designer, em 1986, Daniela produziu cerca de 10 coleções. Todas têm um eixo condutor que permanece inacabado e que pode sempre ganhar novos personagens. A coleção "Fauna e Flora", que retrata plantas e animais brasileiros, por exemplo, é constantemente ampliada. Como Daniela é bióloga por formação, tem um interesse natural por esse universo orgânico que não se esgota. Desse mesmo "gosto", vem a série "Oceano", "Amor à dança", entre outras, que recebem mais criações de mesmo mote sempre a designer se sente envolvida pelos temas.

"Minhas peças têm muito de mim, das coisas que penso, das coisas que conheço", explica a designer. Ela não abre mão de respeitar seu processo criativo que demanda tempo porque requer muita pesquisa e refações. E é por meio desse descompromisso com o tempo que consegue criar sua assinatura impar e narrativa, por isso autoral. É por isso também que se mantém longe do calendário transitório da moda. Suas produções estão mais para o mundo das artes do que para o cenário fashion.

No entendimento de Daniela, o conceito de joia está atrelado ao design e à proposta do artista mais do que o material em que foi produzida. Ela diz preferir manusear a prata devido à maleabilidade e à luminosidade do metal

Principais coleções e séries

Fauna e Flora - primeira coleção da designer tem muito de seu olhar de bióloga. Inspiradas na natureza, as peças são orgânicas nas formas. Flores, folhas, árvores e animais são motivos de joias ímpares e singulares.

Matisse, Amor à Dança - trata-se de uma coleção que celebra a alegria de viver ao movimento da música. Anéis, brincos, colares, pingentes e pulseiras trazem em si coreografias inspiradas no quadro "A dança", de Henri Matisse.

Oceano - Daniela imaginou o encontro entre Netuno e Iemanjá. Daí surgiu peças com pérolas, que simulam ondas, conchas, animais marinhos.

Labirinto - ao reler livros que tratam da mitologia grega, a designer constrói peças que reproduzem labirintos, como os habitados, na lenda, pelo minotauro.

Poesia para o corpo - Uma homenagem aos poetas. São colares que vêm com um poema literalmente escrito. Esta coleção está em constante construção. Por ora, Daniela criou dois colares o de Gertrud Stein com a emblemática frase "A rose is a rose is a rose and is a rose" e o de Manoel de Barros, com o trecho de uma poesia "Lugar sem comportamento é o coração".
Um Olhar       Um Olhar      Um Olhar     Um Olhar
UM OLHAR - 2014. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Agência CDG Design  &  ClubDesign